Agora você tem a chance de participar de um festival de aventura, cinema e arte totalmente alinhado com a carta de princípios da Grande Reserva Mata Atlântica.

Entre os compromissos listados estão a valorização do produtor e dos artistas locais, a garantia de proteção a animais silvestres e uso de produtos de limpeza que não agridam o meio ambiente. A carta está disponível aqui (site da GRMA) e é um bom ponto de partida para quem quer diminuir a sua pegada na Terra.

 

O Mata Atlântica Ecofestival firmou também um compromisso com a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental, que atua há mais de 35 anos na conservação da natureza.

Entre os projetos desenvolvidos pela SPVS está o Programa de Conservação do mico-leão-da-cara-preta, que contribui para a proteção da espécie e seu habitat e também fomenta o desenvolvimento turístico da região.

 

O mico-leão-da-cara-preta é um dos símbolos da Grande Reserva Mata Atlântica. Com uma população pequena, cerca de 400 animais, a espécie é considerada criticamente ameaçada de extinção.

Ele é endêmico da Mata Atlântica, ou seja, não é encontrado em nenhum outro lugar do planeta. Vive em algumas regiões do Parque Nacional do Superagui, aqui no Paraná, e no Parque Estadual Lagamar de Cananéia, no litoral sul de SP.

Motivo de orgulho para as comunidades locais, o mico-leão-da-cara-preta é um símbolo de resistência e ajudar a conservar o seu habitat é um dos compromissos do Mata Atlântica Ecofestival, que é muito mais que um festival de aventura, cinema e arte. Trata-se de um grande movimento de conservação da natureza.